L.U.A. – texturas e mobiliário

Posted On Abril 5, 2008

Filed under Projecto

Comments Dropped one response

Tal como comprometido para o final desta semana, o grupo apresenta o processo e resultado da fase de experimentação de texturas.

Antes demais, apresenta-se as cadeiras/divãs construidos pelo grupo.

 

Baseados na pesquisa patente no documento “Análise de Espaços”, relativo ao espaço L.U.A., e ainda tendo em conta as indicações feitas pelos docentes fundadores da mesma, o grupo iniciou a fase de experimentação de texturas.

Quanto à construção dos gabinetes individuais, teve-se em vista, como prioridade, o conforto do avatar para que este se sinta relaxado. Assim sendo, foram colocadas duas cadeiras e um divã, desta forma, no caso de o avatar não se sentir confortável numa posição deitada, terá sempre a possibilidade de se sentar igualmente ao psicólogo. 

A fase de experimentação de texturas baseou-se, desde logo, nas cores que o grupo presumiu serem as mais adequadas posteriormente a ter elaborado uma pesquisa. Na reunião do dia 1 de Abril, as cores aplicadas foram consentidas pelos interessados.
Usaram-se então os tons azuis, verdes e laranjas. Em primeiro lugar o azul é uma cor que remete para a entrada nos dominios espirituais, bem como para a serenidade e paz. Por sua vez, o verde, acalma as emoções e reflecte protecção e confiança. Quanto ao laranja (que tivera sido destacado pelos docentes de psicologia) é uma cor positivista que alude ao entusiasmo. (bibliografia)

Relativamente à decoração, o grupo recebeu indicações para que esta fosse minimalista. Consequentemente, nos gabientes, apenas constam sítios para se sentar, um tapete, candeeiro e umas bolas discretas meramente decorativas. 

Apresentam-se as snapshots dos gabinetes.

gabinete_verde   gabinete_laranja   gabinete_azul

Relativamente ao espaço para reuniões, note-se que este terá duas vertentes, uma mais informal e outra, formal. Quanto a esta última, escolheu-se então o mobiliário semelhante a uma tipica sala de reuniões, sendo aplicadas cores mais escuras. Para a vertente mais formal, sendo que este espaço deverá ser usado para terapias de grupo, escolheu-se um ambiente relaxado e “animador”, caracteristicas que se denotam não só pelo mobiliário (bancos no chão) mas também pelo uso de cores fortes.

sala_reuniao_formal    sala_reuniao_informal

Ainda quanto ao espaço de recepção, optou-se por uma decoração minimalista, onde os avatares podessem ter espaço para interagir e ler as informações. Os elementos presentes servem para o entretenimento, relaxamento e convívio dos avatares. As cores usadas foram cores alegres uma vez que agradaram aos docentes de psicologia e, pensa-se também, que torna o espaço acolhedor e reflecte vivacidade.

 

De forma geral, ao edificío da L.U.A., foi aplicada uma textura transparente que permite o visionamento para o exterior, como desde o inicio do seu planetamento se havia pensado, sendo que o chão se encontra em tons cinzentos, uma vez que se pensa combinar bem com as cores utilizadas, bem como fazer o contraste com as mesmas. Apesar do seu tom escuro, foram usados tapetes nas salas para suavizar o ambiente.

Anúncios

One Response to “L.U.A. – texturas e mobiliário”

  1. Pedro Almeida

    As influências minimalistas e a presença da madeira clara e tons suaves no mobiliário garantem uma boa coerência com a nova linha arquitectónica dos edifícios.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s